Tempo de leitura: 1 minuto
Com a chegada da balsa que fará a travessia de veículos e passageiros no Rio Taquari, entre São Valentim do Sul e Santa Tereza na quarta-feira, dia 31 de janeiro, a comunidade de toda região tem demonstrado preocupação. Ainda que seja uma solução emergencial, muitos temem que a utilização da balsa coloque no esquecimento das autoridades a construção da nova ponte.
De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas e Rosagens, o DAER – RS, estão prontos o anteprojeto e o orçamento para a construção da nova ponte. “A obra foi cadastrada para análise no Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR). Ainda será definido o valor aportado pelo MIDR. O Ministério já analisou, solicitando alterações técnicas que estão providenciadas pelo DAER ainda neste mês de fevereiro”, afirma a autarquia.
O DAER também informa que a única alteração com relação à estrutura anterior é o tamanho da nova ponte, que no atual projeto compreende 320 metros, sendo maior que a ponte destruída. O valor estimado da obra e os prazos de início e conclusão não estão determinados, pois aguardam aprovação de projeto por parte do MIDR.
O prefeito de São Valentim do Sul, Jerry Macagnan, afirma que os prefeitos de toda região estão empenhados e mantendo rigorosas cobranças ao DAER a Governo do Estado para que a ponte seja construída o mais rápido possível.
“No próximo dia 22, estaremos em cerca de 80 lideranças da região entre prefeitos, deputados, representantes de entidades, em reunião no DAER para cobrarmos uma solução definitiva. Estamos cobrando do Estado, porque isso impacta diretamente na vida das pessoas e cria grandes desafios logísticos e tem que sair do papel. Agora é a hora de juntar forças, mas com a cabeça no lugar”.
DAER sobre a balsa:
“Antes do início da operação, serão feitos pequenos ajustes na estrutura e posterior vistoria para a emissão dos laudos de liberação da embarcação para operação. É esperada para o início da próxima semana a liberação dos equipamentos e entrega dos documentos comprobatórios pela empresa contratada para que a balsa esteja apta para operar. A estimativa é que os trabalhos comecem ainda na semana que vem. Paralelamente, serão adotadas outras medidas, como a colocação de placa com valores das tarifas cobradas dos usuários e telefones para contato, em caso de emergência ou reclamações. A capacidade da balsa é superior a 50 veículos leves por viagem”, manifestou a entidade por nota.
Central de Conteúdo da Rádio Aurora 107.1 FM
Foto: Divulgação
Compartilhe também no:

Prazo para inscrição em concurso público unificado termina dia 9

Artigo anterior

GUAPORÉ | Fórum prorroga prazo de inscrições para vaga de estágio

Próximo artigo

Você também pode gostar

QUER COMENTAR SOBRE ESTÁ NOTÍCIA?

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.