Tempo de leitura: 1 minuto

O trabalho de combate à dengue em Encantado ganhou o apoio de duas caminhonetes adaptadas para a aplicação do produto Cielo, que age como bloqueio do mosquito aedes no raio de 150 metros do caso confirmado.

Os veículos foram cedidos pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) e circulam diariamente, no começo da manhã e no fim da tarde, pelos locais infectados. A aplicação com equipamento individual, o UBV costal, também tem sido feita por um profissional da Prefeitura. Até o momento, as aplicações se concentraram em áreas do centro e dos bairros Lago Azul, Lambari, Planalto, Santo Antão, Jardim do Trabalhador, Porto XV e Santa Clara.

Há duas semanas, técnicos do CEVS e da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) estão em Encantado para auxiliar no diagnóstico, controle e fiscalização. “O inseticida Cielo é uma ação complementar. Não resolve o problema. A eficácia dele é em torno de 30%. Porque o produto não mata a larva e o ovo. Ele só mata o mosquito adulto, e por contato. Para realmente cortar a circulação do aedes é preciso evitar os criadouros”, alerta o agente de saúde do CEVS, Elson Rezende da Silva.

O Gabinete de Crise instalado na Prefeitura realiza constantemente reuniões para atualizar e reforçar as informações e orientações para a equipe que vai a campo. São servidores da Administração Municipal, técnicos de epidemia e vigilância sanitária, agentes de endemia e agentes comunitárias de saúde, além dos técnicos do CEVS e da 16ª CRS, que estão mobilizados.

Conforme o boletim de saúde divulgado na quarta-feira, dia 15, Encantado soma 111 casos de dengue. A contagem é feita desde o dia 23 de janeiro de 2023, quando o primeiro caso foi confirmado.

Ações realizadas

– Pesquisa Vetorial Especial (PVE): Visita de 100% dos imóveis em um raio de 150 metros do local onde está o caso confirmado de dengue, com o objetivo de eliminar a possibilidade de contato do mosquito;

– Aplicação do produto Cielo com o equipamento UBV costal em um raio de 150 metros;

– Aplicação do produto Cielo com caminhonete (UBV pesada);

– Limpeza de bocas de lobo e, se necessário, aplicação de produto;

– Fiscalização intensiva e, se necessário, autuação e multa;

– Aplicação de inseticida Fludora em Pontos Estratégicos (imóveis que, pelas suas características, propiciam a criação e dispersão ativa e passiva do mosquito aedes: borracharias, desmanches, ferro-velho, depósitos de sucadas, etc);

– Chamada de rua com carro de som para orientar a população;

– Divulgação nos canais oficiais da Prefeitura.

Divulgação nos meios de comunicação.

Compartilhe também no:

Fraude em cotas de gênero faz TSE anular votos em dois municípios

Artigo anterior

ENCANTADO | Ruas de Encantado recebem capeamento asfáltico

Próximo artigo

Você também pode gostar

QUER COMENTAR SOBRE ESTÁ NOTÍCIA?

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.