Tempo de leitura: 1 minuto

O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou, na manhã desta quarta-feira, que vai cortar o ponto de professores da rede estadual que fizerem paralisações. “Paralisações que fizerem terão o ponto cortado. Minha disposição não é a de fazer composição sobre dias parados. Compreendo o desejo de salários maiores, mas preciso garantir o serviço da educação para crianças e jovens”, afirmou. As declarações foram dadas durante coletiva de imprensa que antecedeu a palestra de Leite na reunião-almoço “Tá na Mesa”, da Federasul.

O evento, que ocorre semanalmente, é tradicionalmente aberto a cada ano pelo governador. As falas acontecem no contexto de divergência entre o governo e o Cpers. O sindicato, que representa professores e funcionários de escolas da rede estadual, rejeitou na semana passada a proposta de reajuste do Executivo, de 9,45%, protocolada na Assembleia Legislativa em 1° de março. O texto objetiva que os salários alcancem o piso nacional do magistério, reajustado pelo Ministério da Educação em janeiro.

A entidade pleiteia aumento de 14,95%, rejeição da parcela de irredutibilidade e inclusão de todos os funcionários de escolas e aposentados sem paridade. Leite argumentou nesta quarta que a categoria obteve “ganho salarial de 80% entre 2019 e o momento atual, frente a uma inflação de 29%”.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe também no:

ARVOREZINHA | Homenagens ao Dia Internacional das Mulheres

Artigo anterior

GUAPORÉ | Brigada Militar apreende menor com entorpecentes no município

Próximo artigo

Você também pode gostar

QUER COMENTAR SOBRE ESTÁ NOTÍCIA?

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.