Tempo de leitura: 1 minuto

A entidade tem papel importante no processo de apoio aos eventos e aos movimentos que visam o desenvolvimento da cadeia produtiva da erva-mate para que a indústria possa entregar ao consumidor final um produto diferenciado e com alto padrão de qualidade.

As entidades representativas são fundamentais para diferentes setores se mantenham unidos e com foco no desenvolvimento. E assim é com este sindicato, que recentemente foi atuante na realização de eventos que mobilizou todo o sul do Brasil em Machadinho, no intuito de debater o futuro do setor. Assim tem sido nos mais diferentes eventos que se propõem a divulgar e comunicar com qualidade o setor ervateiro. O olhar para os negócios nacionais e internacionais visando novos mercados para a erva-mate, que possui uma fatia importante na economia, em especial dos povos do sul.

Fundado em 1942, a entidade já possui 60 anos de atividades e é fundamental para a articulação de tudo o que envolve a qualificação da cadeia produtiva da erva-mate, um dos principais produtos do Rio Grande do Sul e no crucial na região alta do Vale do Taquari onde estão inseridas boa parte das indústrias do setor.

São milhares de produtores, colaboradores da indústria, empresários, e consumidores que fazem desta cadeia produtiva muito importante para a economia gaúcha.

Nesta oportunidade reconhecemos o empenho desta instituição através de seu presidente o arvorezinhense Alvaro Pompermayer, com o Troféu Imprensa para o Sindimate – Sindicato da Indústria do Mate – no Estado do Rio Grande do Sul.

Compartilhe também no:

Troféu Imprensa 2023 | Destaque para o trabalho de Sandra Zortéa Zat Grando

Artigo anterior

Troféu Imprensa 2023 | Solve destacada pelos 15 anos de atuação

Próximo artigo

Você também pode gostar

QUER COMENTAR SOBRE ESTÁ NOTÍCIA?

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Mais Geral